Seguidores

Follow by Email

quinta-feira, 10 de março de 2011

dores de um amor para sempre

capitulo um:Anita 
vamos parar pra pensar,se eu sabia aonde estava.o que eu ainda estou fazendo aqui? fico me perguntando isso várias vezes,mas eu não consigo entender.só cometemos erros,o trauma piora a situação.que também não é nada boa..droga! o que eu vou fazer agora?"devia pedir a minha ajuda"disse uma voz na minha cabeça.olhei para os lados ninguém estava ali.balancei a cabeça.era tanta pressão que já estava ficando louco."você não estar louco..pelo menos não ainda." a voz novamente me invadido a mente.
-quem é? perguntei pro nada,me achando um louco.
"sou eu...Anita.seu bobo!" na minha cabeça ela quase gritou.eu fechei os olhos,eu com certeza estava completamente louco..Anita estar morta.ela não pode ter sobrevivido ao incêndio."nisso você tem razão" disse a voz novamente.-Anita?perguntei."sim querido" ela disse.meu coração começou a palpitar rápido.-só pode ser a falta que você me faz,por isso estou ouvindo coisas.tentei me convencer."talves seja isso...mas talves seja que eu estou na sua cabeça porque eu estou morta,mas eu não posso te deixar"disse ela,a voz mais doce do que nunca.me deixar?me perguntei,sentindo uma dor no estomago e sei que aquela dor não era de fome e nem dor de barriga.era de medo.-péra ai! você estar morta certo?perguntei ainda me sentindo um louco."certo".-e você estar na minha mente certo?"certo" -então estou louco.não é possível você estar na minha mente depois de morta e também...droga! é o seu dom né? o dom de entrar na minha cabeça e falar comigo.mas como se eu vi você enterrada."mas eu estou...só que não posso te deixar" por incrível que parecesse aquilo fazia sentido,mas não me fazia de jeito nenhum ficar melhor.Anita foi minha namorada a vida toda.ela sempre teve esse dom de entrar nos pensamentos das pessoas.a gente se-falava muito por pensamento.sempre amei ela e nunca deixei de ama-la.mas isso era loucura."não penso assim amor." disse ela novamente."posso te ajudar,eu vou ficar quietinha aqui se pedir."disse ela.naquele momento eu senti uma vontade enorme de abraça-la.mas a lembrança de seu lindo rosto palido e sem vida me fez tremer."acho que Deus nús deu mais uma oportunidade."-como assim?"eu não posso ir sem você,meu amor não me deixa ficar sem você,"-sem tirar que você sempre amou a vida né?perguntei me sentindo ainda mais mal."não...eu nunca gostei da vida.só queria viver pra ficar com você,você era meu motivo de viver.entende?"na verdade eu não entendia,mas eu não queria comfundi-la o momento foi me sufocando e do mesmo jeito que eu estava assustado eu estava feliz por sentir novamente a presença da mulher que eu amo.mas aquilo era doloroso,saber que só os pensamentos dela,que só a alma dela estava comigo.que o corpo dela continuava frio e sem vida dentro de um caixão.lágrimas desceram de meus olhos involuntariamente.eu nunca quis perde-la e os dias pareciam sem sentido sem ela,mas eu acho  que pelomenos agora viver pelomenos com ela na minha mente me traria um pouco de felicidade.só espero não estar ficando louco."não amor,você não estar.eu ainda estou aqui"(continua)

Nenhum comentário:

Postar um comentário